7 de fev de 2009

Projeto Cinema no Caldeirão - 07/02

Olá Amigos

O filme de hoje no Projeto Cinema no Caldeirão é o " Crianças Invisíveis" que é uma produção encomendada pela Unicef e realizada pelas mãos hábeis de oito diretores consagrados de diferentes nacionalidades. Nomes como os do inglês Ridley Scott e de sua filha Jordan Scott, da brasileira Katia Lund (co-diretora de Cidade de Deus), do norte-americano Spike Lee, do chinês John Woo, do italiano Stefano Veneruso, do bósnio Emir Kusturica e do argelino Mehdi Charef emprestam sua visão para essa obra imperdível.

Esse filme é uma ode ao otimismo! O filme “Crianças Invisíveis” é um misto de documentário, com romance, com motivação e denúncia. Tudo junto! Realmente um filme que nos coloca em várias realidades vividas por crianças de várias parte do mundo. Realidades de Guerra Civil, de abandono, de injustiça social e de inocência. Ele não é um filme piegas que fica colocando a criança como coitadinha, mas é um filme que nos leva a ver como a criança tem grandes vantagens sobre nós adultos!

Vocês tem que assistir este filme para entender como enfrentar demandas cotidianas com a inocência de uma criança! No entanto, as crianças (principalmente as deste documentário) tem uma enorme vantagem sobre nós: como elas não tem capacidade de planejar o futuro elas vivem o presente intensamente. Elas não se rendem aos desafios do presente. Elas resistem e reinam sobre o presente porque não pensam nas coisas do futuro. Vivem um dia de cada vez. Não se lamentam, mas reagem para viver. Incrível! Este vídeo me deixou muito empolgado e creio que vai deixar você também!

Abraços

Equipe NTE Itaperuna

2 comentários:

Aninha Alegria disse...

uau amei a sua postagem pai vc e um cara mto inteligente e gostei da parte que diz: "Ele não é um filme piegas que fica colocando a criança como coitadinha, mas é um filme que nos leva a ver como a criança tem grandes vantagens sobre nós adultos!"
e verdade pois nos crianças poderíamos ser donas do mundo principalmente das áreas em guerra e o mundo seria mais doce, divertido, colorido e tds queriam guerra pois a guerra seria de chocolates e balinhas de coco (quem dera!)
olha, pra quem le o blog do meu pai(ate foi premiado melhor blog do brasil, entao quem nao le?)comentem tá?
bjo da sua filha levada da breca ana clara

José Antonio Klaes Roig disse...

Oi, Ana e Robson, nção conheço esse filme, mas já fiquei muito a fim de assistí-lo. Vou procurar aqui na city. òtima indicação. O blog caldeirão cada vez melhor. Não é à toa o melhor do Brasil. Parabéns e abração, Zé.