14 de mar de 2009

Projeto Cinema no Caldeirão - 14/03

Olá Amigos

O Projeto Cinema no Caldeirão apresenta hoje o filme "O Show de Truman - O Show da Vida", dirigido pelo consagrado Peter Weir (de "Mestre Dos Mares" e "Sociedade dos Poetas Mortos"). A escolha do filme em questão se deu atraves de um debate sobre privacidade e realtys shows que assolam a TV brasileira com os seus BBB e derivados.

O filme para mim, trata-se de um filme altamente poético, fantasiosamente improvável e realisticamente palpável. Ele dá margem à inúmeras abordagens, suscita muitas perguntas, enfim, nos faz pensar.

Os reality shows têm um espaço significativo na televisão atualmente. É um tipo de programa que atrai grandes audiências, o que faz com que produtores invistam cada vez mais nesse formato. Mas afinal, o que eles têm de especiais para tamanho sucesso? Será o espectador tão curioso assim pela vida alheia, ou será que eles somente gostam de assistir a algo real, sem a dramatização dos filmes ou das novelas?

De acordo com "O Show de Truman – O Show da Vida" (EUA – 1998), a resposta para isso é uma junção dessas duas teorias. A mídia é mostrada no filme de forma manipuladora, usando o seu poder para seduzir e iludir massas, além de vender produtos. A propósito, "O Show de Truman" satiriza a publicidade na televisão, com os personagens fazendo propaganda de produtos de uma forma bastante artificial.

Outra questão levantada no filme é sobre a veracidade e ética dos reality shows. No Brasil, programas como Big Brother e Casa dos Artistas são conhecidos justamente por mostrarem a vida real, e são divulgados como programas sem roteiro. Entretanto, assim como em "Show de Truman", discute-se a questão de que há sim um roteiro por trás desses programas de realidade, afinal, há dinheiro envolvido no processo, e os produtores não podem correr o risco de terem prejuízo com histórias enfadonhas, que não atrairiam o público.

Quando o Céu é de Mentira

Isso é abordado logo no início do filme, quando Cristof diz que "Não há roteiro. Não há intromissões. Não é sempre Shakespeare, mas é genuíno". Percebe-se posteriormente no filme que isso é mentira, já que é ele mesmo que monta o roteiro da vida de Truman. Através dessa prática, o filme critica a mídia e seu poder sobre a população.

Com isso, "O Show de Truman" é um filme ousado e ambicioso, e mostra uma característica louvável para qualquer produto audiovisual atualmente: a originalidade.

Abraços

Equipe NTE Itaperuna

Nenhum comentário: