14 de jun de 2010

Professor precisa dizer mais alguma coisa ou vou ter que desenhar para você ?


Ensino atraente

Na minha escola, quem sabe de tecnologia digital não aprendeu lá. São uns 800 alunos para uns 15 computadores, e a gente só pode usar o laboratório de informática fora do período de aula. Se o aluno estuda à noite, nunca foi ao laboratório, pois só poderia ir no período em que está no trabalho, de manhã ou à tarde.

Os professores só estão focados na sua matéria. Não usam nem estimulam muito os alunos a explorarem essas tecnologias. Quando tem uma tarefa, a maioria vai naquela de copiar e colar: Ctrl C e Ctrl V. Nada de muita pesquisa, exploração. Eles poderiam promover oficinas de informática nos fins de semana, por exemplo. Eu tenho mais contato com tudo isso porque sou monitor no programa Acessa Escola, do governo de São Paulo, que funciona numa lan house. Lá, a gente apresenta as tecnologias para os jovens que aparecem. Isso também podia ser mais divulgado. Em casa, no meu tempo livre, estou sempre na Internet, usando Orkut, MSN e agora o Twitter.

Mas na minha escola, acho que o pessoal não se dá conta do quanto é importante a informática, essas redes sociais que estão no mundo, na vida e no trabalho das pessoas e tinham de estar lá também. Com as ferramentas digitais, o ensino pode ficar mais atraente, mais coletivo também, e aí o estudante já estaria aprendendo a trabalhar em conjunto, o que vai ser útil para o seu trabalho no futuro. “

Emanuel Oliveira Lopes da Silva, 17 anos, cursa o 3º ano do ensino médio na Escola Estadual Said Murad e faz também um curso de logística no Centro Tecnológico da Zona Leste, na capital paulista

Fonte: http://307.to/l4H

2 comentários:

Maria Ivanilda Saraiva Milfont Moreira disse...

Querido Robson:

Parabéns! Seu blog é maravilhoso!!!
Estou torcendo para que com o curso do Educarede o meu fique atrativo como o seu!
Beijinhos de Luz!!

Ivanilda Milfont

Eva disse...

Adorei o seu blog. sucesso para vc


Eva Jóias - Alianças, Pingentes, Correntes e muito mais.