24 de out de 2007

Quem não se comunica, se trumbica...


Olá amigos

Hoje estamos falando de como estamos nos comunicando melhor e nos relacionando pior.

Sem duvida todos esses avanços tecnológicos juntos aos modelos tradicionais de comunicação o aumento de informação essencial é assombroso.

Celular, TV Digital, TV Analogica, Palm, Jormal, Livro, E-mail, E-book, Internet, MSN, Orkut, etc são algumas das formas de se comunicar e levar informação.

Mas estamos também nos distanciando das pessoas, do contato humano, o isolamento provocado por causa da falta de tempo, por causa do estresse, por causa da violência e outros fatores está nos tornando cada vez mais "virtuais" do que "presenciais".

Eu ainda não consegui "chorar num ombro amigo virtual", nem abraçar virtualmente, nem consegui reproduzir nenhuma sensação ou ato feito a dois, por isso penso eu que nada substitui o contato humano, olhar nos olhos, tocar, apertar as mãos e sobretudo abraçar.

Podem ser reproduzidas virtualmente varias situações, mas nunca substituirão o prazer de olhar nos olhos, sentir o perfume, o calor de um abraço e a felicidade de se beijar uma pessoa amada.

Mas precisamos toda essa tecnologia?

Precisamos sim de toda essa tecnologia para tornar o nosso mundo melhor, mas não podemos perder o nosso lado humano, pois corremos o risco de voltarmos a viver em cavernas.

Por isso como dizia o Velho Guerreiro:

Quem não se comunica, se trumbica...
Roda, Roda, Roda e avisa um minuto pro comercial...
Alô, Alô Therezinha....

Abraços

Equipe

NTE Itaperuna

Obs.: A Ilustração foi tirada do Blog do Weno, na minha modesta opinião o melhor ilustrador da atualidade.

Um comentário:

José Antonio Klaes Roig disse...

Oi, amigo Robson. Sempre é bom ver a produção dos colegas. Teu blog é muito diversificado e criativo. E olhe só... Quando comecei a escrever artigos de opinião, uma das primeiras citações que fiz foi do Velho Guerreiro, dizendo: "Nada se cria, tudo se copia", em que ele tratava de televisão. Que bom saber que tem pessoas que criam e não apenas copiam. Parabéns. Um abraço, Zé.