8 de dez de 2006

Quando o Assunto é Pesquisa Escolar ... Cuidado

Olá OTs e CPs

A Internet veio, com certeza, facilitar o acesso às informações. No entanto, percebe-se que, no caso das pesquisas escolares, se o recurso não for utilizado com orientação ele pouco ajuda.

Hoje é comum que crianças e adolescentes acessem a rede, imprimam páginas inteiras de trabalhos já prontos (normalmente encontradas no primeiro site que abrem) e o entreguem à professora, na esperança de uma boa nota. Nada mais ilusório e infrutífero. Não ensina a colher dados, não auxilia na seleção de informações, não faz com que o aluno redija sua própria pesquisa, a partir do que julgou importante. Enfim, não desenvolve o trabalho intelectual.

Tanto os professores, quanto os pais precisam ajudar os alunos no sentido de tirar o melhor proveito desse novo instrumento. Indicar sites e CD-ROMs, além de dar o roteiro de pesquisa, com seus objetivos e orientações, é função da escola atual.

Quando esse percurso é realizado com a retaguarda de todos, ele só traz benefícios, uma vez que os recursos são atraentes e mobilizam crianças e adolescentes. O papel dos adultos, diante dessa nova fonte de informação, é o de fazer com que a usem como uma aliada no processo educacional. Para que isso aconteça, nada como estar por perto no começo da caminhada, ou melhor, da navegação... Só assim seu velejador terá as condições necessárias para se jogar de forma autônoma e consciente nesse imenso mar que é a rede.

Abraços

Equipe NTE Itaperuna

Um comentário:

Anônimo disse...

Excelente Tema e colocação.
Este ano li uma redação de um aluno do ensino médio que ganhou muitos elogios de vários professores. O aluno retirou sua redação de uma carta da internet.
Precisamos ficar atentos a estes fatos e orientar bem nossos alunos para que tenham consciência de com usar esta ferramenta.
Nazi