30 de out de 2012

Ambientes virtuais: novos espaços de aprendizagem?

Ana Beatriz Carvalho

Os LMS – Learning Management System - conhecidos como ambientes virtuais de aprendizagem (AVA) -  são plataformas criadas para gerenciar a aprendizagem a distância. Com o crescimento da Educação a Distância nos últimos anos, surgiram inúmeras possibilidades para o uso dos espaços virtuais de aprendizagem.  Os ambientes virtuais agregam interfaces que permitem a produção de conteúdos e canais de comunicação, permitem também o gerenciamento de banco de dados e o controle total das informações que circulam no ambiente. As principais formas de utilização de um Ambiente Virtual são as seguintes: 1.Foco nas ferramentas de aprendizagem: a única forma de contato entre alunos e professores é através do ambiente. As ferramentas (aulas virtuais, atividades, textos etc.) são utilizadas em substituição aos encontros presenciais (inexistentes). 2. Foco na comunicação e complementação da aprendizagem: o ambiente é utilizado como uma forma de criar uma conexão institucional entre os participantes e paradisponibilizar estratégias complementares de aprendizagem, através das ferramentas disponíveis no ambiente. São utilizadas para enviar e receber atividades, orientar a aprendizagem e fomentar a discussão sobre os temas da disciplina entre os alunos e professores. 3. Foco na comunicação: são ambientes criados apenas para a comunicação entre os participantes, não apresentando materiais ou propostas de atividades. É o caso dos cursos a distância com o projeto pedagógico estruturado apenas no material impresso. A forma de utilização do ambiente virtual em consonância com o projeto político-pedagógico do curso é fundamental para o estabelecimento da estrutura sobre a qual o aluno-aprendiz irá interagir no AVA. O conceito de maior ou menor interatividade, assim como a freqüência e intensidade no acesso realizado serão proporcionais ao objetivo das ferramentas disponibilizadas. É relativamente comum encontrarmos ambientes pouco explorados pelos alunos em função da inexistência de demanda pedagógica estabelecida pelo curso. Por outro lado, encontramos cursos que são estruturados totalmente on-line, mas que não conseguem atingir a participação desejada dos alunos no AVAExistem vários ambientes virtuais de aprendizagem disponíveis com propriedades e ferramentas bastante similares, mas também com singularidades que determinam a sua escolha.

 O e- Proinfo é a plataforma utilizada pelo MEC (desenvolvida pela extinta SEED) para a realização dos cursos a distância para a formação de professores.  Bastante conhecido dos professores da Educação Básica,  o ambiente e-Proinfo foi reestruturado há cerca de dois anos, mas ainda é considerado um ambiente pouco amigável pelos professores e multiplicadores dos NTE (Núcleos de Tecnologia Educacional das redes estaduais).

Atualmente, o ambiente virtual mais conhecido é o Moodle, sistema de código aberto e gratuito. Os usuários podem baixá-lo, usá-lo, modificá-lo e distribuí-lo seguindo apenas os termos estabelecidos pela licença. O Moodle está em contínuo desenvolvimento com uma comunidade que abrange participantes de todas as partes do mundo. Atualmente o Moodle tem sido a plataforma mais utilizada nos projetos de educação a distância desenvolvidos no âmbito da UAB e apesar de ser apresentado como um ambiente desenvolvido a partir dos princípios da teoria construtivista, a concepção pedagógica de cada ambiente virtual dependerá do uso que é feito dele. Um grande problema que enfrentamos hoje na EaD é o engessamento dos ambientes virtuais que ainda não conseguiram explorar de forma plena toda a potencialidade que um AVA oferece. As limitações no uso dos ambientes tem propiciado o surgimento de ambientes pobres, com pouca ou nenhuma diversificação de materiais, ferramentas e atividades que desmotivam o aluno e não favorecem a aprendizagem. 

Embora seja o mais conhecido, o Moodle não é o único ambiente virtual com código aberto e de uso livre e gratuito: o ambiente Amadeus, desenvolvido pelo Centro de Informática - CIn da Universidade Federal de Pernambuco, é um software público, disponível para ser baixado, modificado e reutilizado. O Amadeus disponibiliza aplicações bastante interessantes, como a integração com celulares, jogos e TV Digital.

Outro ambiente criado no CIn da UFPE, é o Redu, uma rede educacional que agrega as funcionalidades de uma rede social com o gerenciamento dos ambientes virtuais. O Redu apresenta várias funcionalidades interessantes com a estrutura de uma rede social e leva o conceito de grupos de trabalho para a sua própria organização da mediação entre professores e alunos. A diversidade de sistemas voltados para a aprendizagem é um indicativo importante que já temos muitas pesquisas e produtos que buscam melhorar a funcionalidade dos ambientes virtuais para construir espaços de aprendizagem mais eficazes, interativos e atraentes para os alunos. Embora os ambientes virtuais por si só não serão capazes de promover práticas pedagógicas inovadoras, é importante que seja possível pensar a aprendizagem em espaços diferenciados. Os ambientes virtuais representam um desafio para pensarmos em novas concepções de aprendizagem em novos espaços, mas a inovação pedagógica dependerá muito menos das tecnologias digitais e ferramentas existentes e muito mais da reflexão e atitude dos professores e alunos que as utilizam.

Sobre a autora: Ana Beatriz Gomes Carvalho, é graduada em Geografia pela Universidade Federal Fluminense, mestre em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutora em Educação pela Universidade Federal da Paraíba. Professora da Universidade Federal de Pernambuco, lotada no Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino e no Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática e Tecnológica (EDUMATEC). Desenvolve pesquisas sobre os seguintes temas: educação a distância, redes sociais, hipertexto, inclusão digital, aprendizagem em rede e o uso de tecnologias na formação de professores. Blog: anabeatrizgomes.blogspot.com.br E-mail: anabeatrizgpc@gmail.com; Twitter: @anabee

Nenhum comentário: