3 de fev de 2010

A superação da didática tradicional


Tecnologia - Uma ótima ferramenta educacional

O avanço tecnológico possibilita ao aluno o acesso a uma complexidade de informações já prontas no que se refere aos conteúdos disciplinares. Esse fato implica também no desestímulo quanto à leitura e à pesquisa em outras fontes bibliográficas que não sejam ligadas ao contexto virtual.

Assim sendo, a figura do professor já não é tão idealizada quando comparada a outros tempos, pois a busca por novos conhecimentos muitas vezes se resume em apenas um toque e pronto! Já está saciado todo o anseio, e talvez a aprendizagem se realize em um ambiente que atenda melhor as expectativas, diferente da sala de aula.

Diante disso, a tarefa do educador em buscar novas alternativas para a efetiva aplicação de sua didática tornou-se uma constante. É preciso que haja um relacionamento fraterno, contudo, sem perder o total domínio do sentimento de autoridade.

Dentre essas alternativas figuram-se o uso dos recursos tecnológicos para a aplicação de conteúdos, pois é uma maneira de tornar as aulas mais dinâmicas, interativas e versáteis.

É como se o educador se dispusesse a “mergulhar” no universo do aluno, fazendo com que o mesmo se tornasse um sujeito ativo de seu próprio conhecimento, como é o caso de proporcionar uma aula no laboratório de informática em substituição ao método da aula expositiva e dialogada.

Mediante esses propósitos instaura-se um termo que é de fundamental importância - “o despertar do interesse por parte do aluno”. De posse deste recurso, toda e qualquer atividade didática terá um fim em si mesma - o ensino X aprendizagem realizado de maneira satisfatória.

No que se refere às aulas de Língua Portuguesa, é extremamente proveitoso trabalhar os diferentes gêneros textuais, como, por exemplo, instigando os educandos a criarem seu próprio blog, podendo assim compartilhar informações com outros estudantes.

Criar e revisar textos no próprio editor, tal procedimento permite refazer/acrescentar algo que achar conveniente, sem ter que partir para uma reescrita propriamente dita.

Proporcionar momentos para que os alunos tenham a oportunidade de elaborar trabalhados possivelmente sugeridos, utilizando, usufruindo das ferramentas oferecidas pelos programas, no caso o Power Point.

Recursos como estes diversificam a prática pedagógica, promovendo uma efetiva interação dentro do contexto escolar, contribuindo, portanto, para a eficácia dos resultados pretendidos.

Por Vânia Duarte
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

5 comentários:

Jarbas disse...

Amigos Robson,

O texto, assinado por uma professora de português, não é um exemplo de boa redação. Será isto um sinal dos tempos dominados por comunicações em ambiente WWW? Outra coisa: as vinculações entre novos meios de expressão (comunicação) e uma suposta nova didática carecem de boa lógica. A autora força passagens de uma para outra coisa sem mostrar o que X tem a ver com Y.
Textos assim me preocupam. No geral são produções de gente deslumbrada com artefatos tecnológicos, mas pouco antenadas com ciências que explicam como aprendemos. Uma pena!
Abraço,
Jarbas

Murillo Melo Mourão disse...

Gostei da obordagem das ideias.

Anônimo disse...

Concordo com o caro Jarbas... Vivemos uma época de fetiche tecnológico, muita informação, pouca formação, etc
O Que é isso?

"...pois a busca por novos conhecimentos muitas vezes se resume em apenas um toque e pronto!..." Que é isso?? De qual conhecimento estamos falando? No dia que conseguir o dito "toque" Ops...desumanizei.


"...instigando os educandos a criarem seu próprio blog..."

Eles já o fazem e muito melhor que
muito gente por aí a fora!!!

Ana Paula Costa disse...

O grande problema é quando o professor está interessado, porém a instituição ainda não acredita.

Carla Fernanda disse...

Muito interessante os procedimentos para um trabalho mais revisado e com melhores resultados. Parabéns!!
Meu blog educativo é: http://blogdaescolasantaterezinhaaracaju.blogspot.com/
Carla fernanda