1 de dez de 2009

Você sabe pesquisar?

Dicas para reunir informações sobre um assunto e fazer trabalhos dignos de nota dez!

(ilustração: Marco Carillo)

Volta e meia é a mesma história. O professor entra na sala e pede aquele trabalho sobre um tema que você e seus amigos desconhecem. Resultado? Ninguém na classe sabe nada sobre ele. Aí, não tem jeito: o negócio é partir para a pesquisa. Porém, diga sem pestanejar: você sabe pesquisar? Se hesitou na hora de responder, saiba que está na hora de aprender – e, de quebra, perceber que a pesquisa é mais importante do que parece...

O primeiro passo na hora de fazer uma pesquisa é muito importante: sente-se e concentre-se! Parece óbvio? Pois não é, não. Tem gente que não pára para pensar e, sem concentração, fica difícil começar uma pesquisa. Então, relaxe, respire... E, assim, lembre-se do tema que o professor pediu para pesquisar. Divida o assunto em possíveis focos de atenção, mas não vá inventar muitos itens para depois não dar conta. Faça uma lista dos seus objetivos.

Instruções iniciais compreendidas, vamos ao segundo passo: faça um quadro que contenha informações como a data de entrega da tarefa, tamanho que deve ter, se deve ser ilustrada ou não... e coloque à sua frente, na mesa de trabalho. Planeje a realização de sua pesquisa de acordo com o tempo que você tem para trabalhar.

Verifique e anote o que você já sabe sobre o assunto e em que fontes – ou seja, em que materiais – irá procurar a informação necessária. Busque fontes confiáveis, ou seja, produtos e publicações que sejam reconhecidos por sua qualidade e por sua credibilidade. Se ficar em dúvida sobre alguma fonte, peça orientação a seus pais e professores. Você pode usar, por exemplo, enciclopédias, livros, revistas e jornais; entrevistas com pessoas que sabem sobre o assunto; páginas na internet; enciclopédias ou revistas virtuais; assim como vídeos ou filmes.

Por fim, o terceiro e não menos importante passo é: organize-se! É preciso estar com o material à mão para reunir as informações. Leia e releia sobre o assunto e procure o que você precisa, com concentração. A seguir, escreva tudo com suas palavras. Não caia na tentação de simplesmente copiar o que leu. E, atenção: as informações que constarem no seu trabalho devem ser fruto de um fato verificável, isto é, não vale expressar opiniões pessoais, ou seja, o que você acha, e, sim, informações baseadas no material que você pesquisou.

Quem tem computador não dispensa uma pesquisa no mundo virtual. Hoje essa é uma das ferramentas mais utilizadas nas tarefas escolares e, de fato, existe muita informação na rede internacional de computadores, a conhecida internet. Contudo, nem sempre você acha a informação rapidamente e nem sempre ela é confiável. Portanto, procure as palavras fundamentais da sua pesquisa nas páginas de busca. Porém, fique atento ao que você irá acessar: procure saber se o conteúdo é confiável, como o produzido por universidades ou instituições de pesquisa. Além disso, para não se perder nos muitos endereços virtuais, procure em, no máximo, três páginas. Leia com atenção, anote o que for importante e registre o endereço eletrônico onde você encontrou a informação.
Páginas virtuais
Trabalho quase pronto, nunca esqueça de citar as fontes, isto é: quem criou as idéias, imagens e informações que você usou, pois elas não são suas. Forneça, no seu trabalho, o nome do autor; o título da publicação (livros, enciclopédias ou endereços eletrônicos consultados por você); a cidade onde a obra foi publicada; a editora; a data de publicação. De olho na data de entrega, com o material organizado e as informações sob controle, você percebe que está aprendendo muita coisa interessante.
Mas, diga lá: para que tanta pesquisa, tanta informação? Ora, pesquisar nos permite entrar por um mundo novo e nele procurar por respostas para muitas de nossas perguntas. Afinal, a pesquisa que fazemos não é só para entregar ao professor, mas para toda a turma e, principalmente, para nossa aprendizagem. Para refletirmos e ficarmos sabendo sobre tudo o que faz parte da nossa vida.

Quer um exemplo? O mundo está precisando de muitos cuidados, todo mundo sabe disso. Então, que tal procurar um modo para conservá-lo? É só sentar, pensar no assunto e pesquisar. E, depois, agir!

Patrícia Konder Lins e Silva
Escola Parque/RJ

Fonte: http://cienciahoje.uol.com.br/view/235

Um comentário:

Murillo Melo Mourão disse...

A questão da pesquisa é tão importante, talvez mais que a matéria em si, o nosso mundo foi construído através de perguntas, então é muito importante levar a pesquisa para a sala de aula.