8 de ago de 2009

Aluno deve aprender na escola a analisar conteúdo veiculado na web, diz pesquisadora

Ana Okada
Em São Paulo

Ensinar a utilizar o Twitter (serviço de microblogs) e a publicar textos em blogs para crianças é necessário? Um projeto de mudança curricular do ensino primário na Inglaterra quer que a tecnologia seja a "espinha dorsal" do currículo e que os alunos menores de 11 anos estejam aptos a usar ferramentas como Twitter, blogs e Wikipédia, dando-lhes a mesma importância de matérias como história ou matemática.

Para a pesquisadora da Universidade de Navarra, na Espanha, Charo Sábada Chalezquer, mais do que mostrar como usar as ferramentas, a escola deve ensinar o estudante a ter um olhar crítico sobre a internet. "Eles devem conseguir ver que ela é útil, mas que pode também ser perigosa", disse Charo ao UOL Educação.

Para ela, "os ingleses têm mais tradição no ensino de tecnologia e podem aproveitar essa corrente, mas creio que só ensinar o uso desses recursos não seja tão necessário, pois isso os estudantes aprendem rápido". Assim, os currículos devem integrar o ensino ao uso da tecnologia e não ser tão específicos quanto a ferramentas, uma vez que os jovens já vivem rodeados de tecnologia.

A pesquisadora ressalta que a principal dificuldade das crianças é entender que o mundo virtual é igual ao mundo verdadeiro. "Durante um experimento, pedimos a crianças de uma escola que imprimissem suas páginas do Orkut [site de rede social] e as entregassem a seus colegas: só assim eles se deram conta de que há muita informação confidencial que não deveria estar lá".

No Brasil


Para a pesquisadora Rosária Nakashima, da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), o futuro da escola depende da abertura para os novos recursos tecnológicos que estão surgindo: "Não digo que o formato das aulas vai mudar, mas que deve haver maior flexibilidade por parte das escolas. É preciso ver que esses recursos podem ser usados de forma pedagógica".

Como exemplo, ela cita uma escola estadual de Campinas, que iniciou um blog voltado à comunidade em seu entorno. "Percebi que, após a iniciativa, os professores ficaram muito empolgados em aprender. O blog despertou neles a vontade de usar a técnica em suas aulas."

E no Brasil, seria bom ter um currículo igual ao da Inglaterra? Para Rosária, a mudança "de cima para baixo" não é a melhor, pois há muitas diferenças regionais de recursos. "Como obrigar a usar recursos tecnológicos quando não há condições? A melhor forma é oferecê-los para que isso ocorra de forma autônoma". Para saber mais sobre como preparar aulas com recursos digitais, a sugestão de Rosária é o portal do MEC: "lá há vários artigos para ajudar os professores a preparar aulas para centros digitais".

Fonte: http://educacao.uol.com.br/ultnot/2009/04/06/ult105u7839.jhtm

2 comentários:

Cybele Meyer disse...

Olá meu amaigo Robson,

Venho lhe convidar para participar da Blogagem Coletiva “Consumo Consciente”. Não podemos ficar inertes diante de tanta agressão ao nosso Planeta. Precisamos mudar os maus hábitos e propiciar um Planeta melhor para nossos filhos.
Aguardo a sua participação.
Link http://migre.me/4QqU Deixe sua confirmação nos comentários
Abraços

Teresinha Bernardete Motter disse...

Robson, parabéns pelo teu niver. Felicidades!!!!!!