16 de jul de 2009

O incrível bicho papão tecnológico

http://4.bp.blogspot.com/_SiAJ8PRv9bo/ScGM3cwr0qI/AAAAAAAAAQs/pVGyFPOAnE8/s320/bicho+pap%C3%A3o.bmp.jpg

Não sei a quem atribuir estas aberrações, mas ontem (16/10/07) a Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou um projeto de lei que proíbe o uso de celular e equipamentos eletrônicos, como iPod, tocadores de MP3 e jogos eletrônicos na sala de aula.

O projeto é da vereadora Pastora Márcia Teixeira, e é válido para escolas públicas e particulares, e segundo o G1, a lei não se restringe ao ensino fundamental e médio, e caso sancionada atingirá também o ensino superior.

O “grand finale” vem agora:

"A vereadora justifica que “a utilização de tais equipamentos além de tirar a concentração, inibe também a memorização do que está sendo ensinado”.

Pela frase percebe-se que a vereadora não deve entender de educação moderna, como assim o aluno precisa memorizar? Não seria entendimento? Compreensão? Pela mesma linha de racicinio um comentário no G1 sugere a proibição do papel e caneta, afinal o aluno pode ficar desenhando e deixar de prestar atenção na aula.

Além do aspecto inexequivel do projeto, afinal quem vai fiscalizar o cumprimento desta lei, temos ainda o aspecto paternalista do projeto. Afinal para que uma lei para um assunto que poderia ser facilmente resolvido através do bom senso ou de normas internas da escola. Será que nossos vereadores não tem nada mais importante com que se preocuparem?

Enquanto nos Estados Unidos o uso de computador pessoal em sala de aula do ensino médio e superior vem se tornando um padrão, aqui nossos legisladores ficam brigando contra a tecnologia. A evolução tecnológica é fato, ela não irá regredir, muito pelo contrário, a tendência é acelerar intensivamente daqui pra frente. A nova geração conectada, não irá se desconectar, não sabem viver de outra forma, são nosso futuro, e é importante entender seu comportamento. O livro Conectado, de Juliano Spyer é um bom estudo deste comportamento.

Educadores devem se reciclar, aprenderem a lidar com a tecnologia e não coloca-la na posição de bicho papão. Porquê não usar o SMS, MMS dos celulares e seus recursos Bluetooth para passar exercícos, matérias e até fotos e videos contextualizados com a aula? Porquê não envolver os alunos em um RPG ou mesmo um MMORPG educativo? Porquê não ensina-los a encontrar informação relevante na internet ao inves de falar que web só tem bobagens? Eles sabem que isto é mentira.

Por fim recomendo a leitura de “Mundos em colisão” de Nemo Nox que retrata muito bem o que estamos vivenciando. Depois, relaxe, abra a sua mente e deixe o futuro entrar, não lute contra ele, faça-o trabalhar a seu favor.

Fonte: http://blogcidadao.wordpress.com/2007/10/17/o-incrivel-bicho-papao-tecnologico/

5 comentários:

comme des habitudes disse...

olá tudo bom? desculpa invasão. tou a procura de amigos em blogs interessantes. gostei do seu. qualquer coisa pode me visitar ou me seguir. abraços

leandro cardoso

Tc disse...

OI gostei mto do seu blog, por isso estou te seguindo, quando puder... http://tecnotc.blogspot.com/
vlw parabéns pelo blog

Carlos D. Lopez Yukimura disse...

Olá, achei muito legal o teu post sobre educação e tecnologia e como esses políticos que deveriam estar de olho no futuro para contribuir com políticas públicas que gerem valor, fazem somente besteira. Eu coloquei um post sobre este tema também.
http://criandoeinovando.blogspot.com/2009/06/duas-inovacoes-tecnologicas-promissoras.html

Parabens

Profe Suely disse...

Oi, Robson!

Se a tecnologia nos assusta, não sabemos o que fazer com ela... então, proibimos! E o "problema" está resolvido, vira lei e tudo!!!

A escola não anda, está emperrada na Idade Média, os alunos enfileirados, se relacionando com as nucas dos outros, nem se enxergam, nem estabelecem diálogos... O professor ainda é o único que sabe... e essas coisas que a gente vive falando, mas não consegue transformar!

Quando fazemos alguma prática um pouquinho fora do comum... usando alguns recursos um pouquinho diferentes... bom, aí, somos olhados meio de lado...

O quê? Tens um blog? Como tens tempo para isso? é o que ouço com frequência...

São poucos os colegas de escola que se interessam pelo Ufa! por exemplo. Poucos leem as postagens, nenhum deixa comentários...

Temos um baita chão pela frente...

Abraços!

Prof. Adinalzir disse...

É isso aí, concordo plenamente com a professora Sueli. O nosso trabalho é muito espinhoso. Lá na minha escola acontece o mesmo. Existe o grupo dos que não estão nem aí para as novas tecnologias.

Inclusive ouço muitas asneiras e besteiras sobre o blog da escola. E eles nem visitam! Os visitantes geralmente são alunos, ex-alunos, professores de outros estados e a própria Secretaria de Educação. Ainda bem!

Quanto ao uso do celular, não se deveria proibir e sim estimular o uso do aparelho como mais uma ferramenta educativa. Inclusive já existem projetos para isso por parte da própria Oi. É só conferir na internet.
Quando puderem visitem e sigam o blog da minha escola.
Abraços!
Prof. Adinalzir Pereira
http://malta336.blogspot.com