16 de abr de 2008

Blogs e Educação on-line, palestra da professora Bárbara Dieu na Campus Party

Conheça as dicas sobre blogs e Educação on-line levadas pela professora Bárbara Dieu à Campus Party:

O lema do educador na web deve ser: participe globalmente, mas haja localmente.

Antes de implantar qualquer projeto, reflita: quais meus objetivos pedagógicos com essa proposta? Onde eu quero chegar?

Vantagens de usar instrumentos da web na Educação
- Documentação do processo de aprendizagem dos alunos, que fica disponível e pode ser exportado para outras plataformas;

- O aluno cria um portfólio pessoal das suas atividades na escola que pode ser visualizado a qualquer momento. Não é como uma lição de casa que depois da correção não tem continuidade;

- Com uso da rede é possível fugir do ambiente artificial da sala de aula e criar novos e mais estimulantes ambientes de aprendizagem;

- Estimula o debate, a troca de experiências, a livre expressão nos estudantes;

- Diminui a dependência do aluno em relação ao professor no processo de ensino. Ele passa a ser agente e não só receptor;

- Projetos educacionais podem ser feitos com custo baixo, aplicação imediata e em uma grande multiplicidade de plataformas;

- Permite ao professor capacitação e renovação constantes pelo contato com comunidades e na troca de experiências com outros educadores.

Como estimular o alunos a participar de projetos na rede

- Mostre experiências bem sucedidas em sala de aula. Se o caso for criar blogs, exponha referências de diários virtuais e promova o debate para gerar idéias. Um blog pode ser um espaço para contar experiências pessoais, mas também pode servir para publicar crônicas, resenhas, textos literários, fotos, vídeos. Deixe o aluno manifestar seus interesses e fazer a opção dentro da proposta pedagógica que você estiver propondo;

- A resistência é comum. O importante é que a atividade online seja prazerosa e proveitosa para o estudante e não mais uma obrigação. A professora Bárbara Dieu enfrentou diversos revezes e falta de aceitação das atividades por parte dos alunos até encontrar um caminho. Não existe fórmula pronta.

Dicas

- Lute por uma estrutura mínima de acesso à tecnologia na sua escola, mas não cruze os braços se ela não existir. Com um computador com acesso a internet – que era o que a professora Bárbara tinha quando começou – é possível desenvolver projetos e correr atrás de apoio conforme os resultados apareçam;

- Use as atividades on-line para tornar sua aula mais divertida e, quem sabe, resgatar o interesse daqueles alunos que não se empolgam com o sistema tradicional. Será uma arejamento para você como profissional também;

- Por mais que os custos e o tempo de implantação de projetos na web sejam menores, isso não quer dizer que a resposta da escola e dos alunos pelos projetos vai ser a mesma. A professora Bárbara Dieu levou cinco anos para implantar uma cultura de web na escola onde trabalha;

- Importante: não existe receita em Educação on-line. Acostume-se a perder o controle do processo de ensino e a aprender ao mesmo tempo que o aluno.

Fonte: Educação na Mídia

Nenhum comentário: